Entendendo crédito e dívida no Brasil

Os 210 milhões de habitantes do Brasil preocupam-se extraordinariamente com higiene, aparência e estética: são um dos principais consumidores de cirurgia plástica, desodorante e perfumes. Nós também lideramos o mundo em gastos com cuidados com animais de estimação, tratamentos dentários cosméticos e TVs de tela plana.

Como membros relativamente recentes da sociedade de consumo, os brasileiros têm uma educação média limitada. Muitos perdem o controle sobre os orçamentos domésticos, e na maioria das vezes utilizam cartões de crédito para realizar compras, e acabam ainda mais endividados.

Quanto custa o crédito no Brasil?

Outro superlativo: os brasileiros não apenas pagam impostos altíssimos de importação sobre a maioria dos produtos estrangeiros, mas também suportam o crédito mais caro do mundo. Com a inflação abaixo de 4%, a Taxa Interbancária do Brasil (SELIC) alcançou o ponto mais baixo da história, 6,5%, mas o crédito permanece surpreendentemente caro: algumas modalidades de crédito excedem 6,5% ao mês.

Os juros médios anuais em cartão de crédito dos cinco principais bancos do Brasil em 2018 foram modestos em 231%, muito abaixo dos anos anteriores. Outros cartões de crédito têm taxas ainda mais altas! Os brasileiros recorrem a inúmeras ferramentas alternativas de crédito para facilitar suas compras. Temos até a opção de comprar um jeans em seis parcelas mensais!

Qual é o perfil de um devedor típico?

A maioria dos consumidores adultos tem alguma dívida, atualmente 60%, 23% estão atrasados em seus pagamentos e 9% admitem que estão inadimplentes. Um devedor médio possui quatro empréstimos no total. As famílias de renda mais alta não são isentas: os devedores que ganham mais de dez vezes o salário mínimo estão 55 dias atrasados ​​nos pagamentos, enquanto as famílias de baixa renda estão 65 dias atrasadas.

O que os devedores precisam pagar?

Esse efeito de balão faz com que a dívida do cartão de crédito ocupe 29% da dívida total do consumidor, seguida pelas empresas de serviços domésticos, depois pelos financiamentos oferecidos pelos varejistas, depois pelos serviços de telecomunicações como contas de telefone celular e internet.

O que é a penetração do cartão de crédito?

Cerca de 60 milhões de brasileiros possuem cartão de crédito. O uso do cartão aumentou 12% em moeda brasileira em 2018, apesar da economia lenta. A tendência é revertida quando convertida para USD, porque o BRL caiu em relação ao dólar, assim como a maioria das moedas.

Local de maiores dívidas

A dívida do consumidor nas cinco grandes regiões do Brasil acompanha bem a distribuição da população, mas a discrepância entre consumo e dívida revela seus perfis econômicos muito diferentes: O Sudeste possui proporcionalmente mais consumo que dívida. O nordeste e o norte têm a pior situação, com mais pessoas e dívidas do que poder de compra.

Os brasileiros do sul têm a situação mais confortável: proporcionalmente mais consumo e menos dívida do que sua população.

Gaste apenas com o que for necessário

Utilize o cartão de crédito somente para o necessário, compre apenas o que pode pagar, e assim não ficará endividado!


Receba mais informações gratuitamente