Leilão de motos: Como saber se está fazendo um bom negócio

– Por que comprar uma moto?

As motos tem ganhado mais espaço no mercado atual por sua praticidade e custo-benefício. Sendo muito mais econômicas que os carros, elas têm sido a opção das pessoas que querem um veículo para transporte pessoal, sem incluir crianças e parentes. De fato, a moto é uma ótima escolha de compra se você está dentro desse público. Isso porque ela te possibilita quase tudo que um carro possibilitaria, mas são econômicas e ágeis.

– Como comprar uma moto?

O fato é que, apesar de serem mais econômicas que os carros, elas ainda representam um investimento muito grande para algumas pessoas. Se você é uma delas, fique sabendo que é provável que existam alternativas que você não considerou. Se você andou juntando um dinheiro, que tal comprar uma moto usada?

Acontece que muitas pessoas acabam fazendo um mau negócio na compra de motos usadas, negociar com um desconhecido pode ser bem complicado. Mas, você já ouviu falar no leilão de motos?

– Conheça o leilão de motos

O leilão de motos citado aqui é aquele realizado pelo Detran. Se você já ouviu falar, é provável que tenha se perguntado de onde vêm. As motos leiloadas vêm de apreensões realizadas pelo Detran, por exemplo, quando alguém não pagou o financiamento e o veículo precisa ser apreendido para que as parcelas sejam postas em dia.

As motos podem ficar no Detran por até 90 dias. Passado esse período, elas são destinadas a leilões; assim, o dinheiro arrecadado é utilizado para pagar a dívida com o banco. Um número bem grande de motos é destinado aos leilões, te dando uma variedade de opções de veículo. No entanto, é preciso ter muito cuidado com as ofertas que parecem ser boas demais para ser verdade. Geralmente, elas são mesmo; e o barato pode sair caro.

– Bom ou mau negócio?

Quando você adquire uma moto por leilão, os valores são bem mais baixos do que os do mercado. Mas, algumas vezes, o investimento não vale a pena. É importante checar a reputação do leiloador e o histórico do veículo. Como foi dito, muitas motos são destinadas a leilão. O motivo disso acontece é porque a moto precisa ser regularizada para sair dali, ou seja, multas precisam ser pagas. A partir do momento que você adquire o veículo, você traz com ele a carga de regularizações que precisam ser feitas.

Para fazer um bom negócio, confira o histórico do veículo e certifique-se de levar o veículo no Detran, caso o leilão aconteça em outro local, para regularizá-lo. Assim, você garante que a sua moto vai rodar e não corre riscos de ser apreendida pela segunda vez.


Receba mais informações gratuitamente

Deixe um comentário